Candidatos reprovam análise curricular em processo seletivo da Sesacre e denunciam ‘carta marcada’

Candidatos reprovam análise curricular em processo seletivo da Sesacre e denunciam ‘carta marcada’

Por Thais Farias
Ac24horas

Profissionais da área da saúde estavam ansiosos para a publicação do edital do processo seletivo simplificado que visa o preenchimento de vagas na Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre). No entanto, parte dos candidatos se mostraram desanimados ao verificarem no Diário Oficial do Estado (DOE), dessa segunda-feira (01), que a seleção dos convocados se dará por meio de análise curricular. Segundo eles, esta é uma forma de pré-selecionar pessoas para atuarem na secretaria.

Ocorre que as inscrições serão realizadas por meio de formulário. Em Rio Branco, o candidato deve preenchê-lo, imprimir e entregar à mesa receptora situada na Fundação Hospitalar do Acre – Rodovia BR 364, km 02, Distrito Industrial, com a documentação pessoal, currículo e cópias dos documentos comprobatórios dos títulos exigidos.

Através das redes sociais, alguns internautas manifestaram indignação. Questionados pelo ac24horas, alguns profissionais da área da saúde explicaram o motivo de não concordarem com a referida seleção. “Muitos concursos e processos seletivos pedem sim provas de títulos, e sou de acordo com isso. Mas, você não ter a chance de fazer uma prova objetiva (que é o correto) para então testar seus conhecimentos e ser aprovado por eles, isso para mim tem outro nome: carta marcada”, alegou uma enfermeira que preferiu não se identificar.

Outra candidata afirmou que não tem perspectiva profissional no Acre, pois não possui vínculos políticos nem profissionais em sua área de trabalho. “Passei quatro anos e meio estudando pra realizar um sonho, e depois de tantas lutas vencidas parece em vão, porque não temos oportunidade de exercer nossa profissão”, relatou I.S.

O enfermeiro I.B revelou que o edital é uma verdadeira decepção aos recém- formados. “Somos prejudicados! Todo mundo que termina a faculdade, termina pensando eu conseguir uma oportunidade de emprego para então poder ter o mínimo de experiência possível, mas aqui parece que não temos chance”, lamentou.

O que diz a Sesacre
Ao ac24horas, o secretário estadual de Saúde, Alysson Bestene, afirmou que todos os órgãos de fiscalização, como Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e Conselho Regional de Medicina (CRM) estão cientes e farão um trabalho contínuo para realizar o processo seletivo com lisura.

“Por se tratar de um processo seletivo simplificado, é permitido que façamos uma seleção nesses trâmites. Além disso, temos um curto espaço de tempo para selecionar os profissionais, por isso um número mais reduzido. Mas será feito com a maior lisura possível”, disse.

O certame
O processo seletivo simplificado garante que irá contratar mais de 200 profissionais de nível médio e superior para atuar no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e nas Unidades de Saúde dos municípios acreanos.

As vagas são destinadas para os cargos de agente administrativo, auxiliar em saúde bucal, técnico de laboratório em análises clínicas, técnico de radiologia, técnico em enfermagem, biólogo, biomédico, contador, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, médico especialista em cirurgia geral, clínica médica, otorrinolaringologia, pediatria e radioterapia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui