Gladson revela que mantem conversas com Jorge Viana; petista nega que seja conselheiro

Gladson revela que mantem conversas com Jorge Viana; petista nega que seja conselheiro

Por João Renato Jácome

O governador Gladson Cameli confirmou nesta sexta-feira, dia 29, que conversa com o ex-senador Jorge Viana (PT), derrotado nas eleições do ano passado, para pedir sugestões sobre gestão pública e “melhorias para o Acre”. O petista, contudo, nega que tenha tratado qualquer assunto com Cameli.

Durante inauguração da Pista de Atletismo da Universidade Federal do Acre (Ufac), o governador confirmou que mantém um diálogo aberto com Jorge Viana, que além de ter sido senador por oito anos, governou o Acre por outros oito e foi, ainda prefeito de Rio Branco no final da década de 1990.

“Eu sempre conversei com o Jorge. Eu tenho conversado com todos os nossos adversários políticos. Nós sempre fomos grandes parceiros no que diz respeito à questão Acre. Naquilo que pode trazer melhorias para o Acre. Nós temos uma relação institucional muito boa”, garante Gladson Cameli.

Gladson nega que isso seja feito de forma obscura e afirma que não tem interesse em manter crise política com quem quer que seja, principalmente enquanto ocupar cargos públicos como o de governador. Cameli está no comando do Palácio Rio Branco há menos de 90 dias, e já prepara uma mini reforma administrativa.

“O Acre está acima de qualquer situação. Não adianta eu estar com um discurso de paz e amor, se na prática eu praticar outra coisa. Eu sempre estou aberto, e o ex-senador Jorge Viana também tem sempre se colocado à disposição”, comentou o governado do Acre.

Procurado pelo ac24horas, Jorge Viana negou que seja uma espécie de conselheiro de Cameli. “Não tenho inimigos, não guardo ressentimentos, eleição é página virada. Bola pra frente. Tenho conversado muito, mas não sou conselheiro de ninguém. Também não fui procurado pra tal. O Gladson foi meu colega de Senado, sempre tive uma boa relação com ele e o Petecão, com que inclusive me encontrei recentemente nos corredores do senado. Sigo muito preocupado com a situação do Acre e do Brasil e estou organizando minha vida, em paz”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui