Pacientes reclamavam da falta de seringa no Hospital Wildy Viana:

LUCIANO TAVARES, DO NOTÍCIAS DA HORA

Pacientes reclamavam da falta de seringa no Hospital Wildy Viana:

Tive que comprar a da minha filha, diz mãe de criança internada
Enquanto o governador Gladson Cameli visitava o Hospital Wildy Viana em Brasileia nesta sexta-feira, 22, acompanhado do diretor da unidade, Rodrigo Santiago, do secretário de Saúde, Alysson Bestene, e assessores, pacientes reclamavam da falta de seringa e diversos medicamentos.

“Vai lá na farmácia. Está vazia”, disse uma servidora à reportagem do Notícias da Hora, que pediu para não ser identificada. A reportagem tentou, mas não foi autorizada a fotografar a farmácia do hospital.

Adriana Oliveira da Costa está com sua filha, a pequena Ayla, de 07 anos, internada no leito 08 da ala de Pediatria. Ela e todos os outros pacientes do mesmo setor foram obrigados a comprar seringa.

“Custou sete reais. Tive que comprar senão não tinha como a minha filha ser atendida”, diz Adriana.

Servidores da unidade informaram que pacientes estão bancando do próprio bolso alguns medicamentos e seringas.

O outro lado

O Notícias da Hora conversou com o secretário de Saúde, Alysson Bestene, que informou que o Estado adquiriu nos últimos dias R$ 5 milhões em medicamentos e mais 200 mil seringas que estão sendo distribuídas nas unidades hospitalares do Acre.

Alysson reforçou que nos próximos três meses milhares de medicamentos chegarão aos hospitais.

“Está chegando cada vez mais vários materiais. Na segunda chegou cerca de 200 mil seringas. Está sendo distribuída”, informou.

O secretário disse que vai conversar com o diretor do Hospital Wildy Viana, Rodrigo Santiago, para saber detalhes das reais necessidades da unidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui