Justiça condena empesa de transportes por ter deixado passageira na estrada

Justiça condena empesa de transportes por ter deixado passageira na estrada

REDAÇÃO CONTILNET 

O juiz Marcos Rafael Maciel de Souza, da Vara Cível da Comarca do município de Feijó, condenou uma empresa de ônibus interestadual a pagar indenização a uma passageira por danos morais causados em função da má prestação do serviço, quando o motorista da empresa partiu dirigindo o ônibus e deixou a passageira na parada para alimentação.

Empresa foi condenada pela justiça do Acre/Foto: ilustrativa- reprodução

No processo, a consumidora destacou que estava viajando junto com seu marido usando o transporte da empresa reclamada e, durante uma parada para o café da manhã, foi deixada no local pelo ônibus.
A reclamante relatou que o marido estava dentro do ônibus e insistiu para o motorista parar o veículo. No entanto, ele teve que andar bastante para alcançar o transporte. Ao entrar no ônibus, alguns passageiros e o próprio motorista debocharam da situação.
Decisão
Na sentença que foi publicada na edição n° 6.316, do Diário da Justiça, o juiz Marcos Rafael declarou que “reconheceu que no caso especifico, o que se verifica, é que houve falha na prestação do serviço por parte da requerida sendo, portanto, responsável pelos danos causados à autora”, explicou.
O juiz frisou que o motorista não teve o mínimo cuidado em contar o número de passageiros existentes no veículo “bem como não anunciou de nenhuma forma sua partida, não tendo como a autora ter sido culpada por displicência, já que estava no banheiro no momento do fato”, enfatizou na sentença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui