Radares eletrônicos que ainda estão ligados seguem gerando multas, diz Detran


Radares eletrônicos que ainda estão ligados seguem gerando multas, diz Detran

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a determinação do governador Gladson Cameli de desligar os radares eletrônicos de Rio Branco, transferindo a responsabilidade de execução de fiscalização para o Município.

Por esse motivo, a reportagem conversou com o presidente do Departamento de Trânsito do Acre (Detran/Ac), Luiz Fernando Duarte, para esclarecer algumas informações e/ou boatos acerca da mudança.

Segundo o presidente, parte dos radares eletrônicos está desligado desde o final do ano passado. A informação de que os radares ligados não estão gerando multas é falsa, garante Duarte.

“Uma parte já está desligada desde o ano passado. Os radares continuam gerando multas normalmente”, afirma, acrescentando que os locais onde os equipamentos não estão funcionando não podem ser divulgados por questões de segurança.

Duarte explica que, apesar de a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTrans) não se posicionar oficialmente sobre a situação, o processo de transição está correndo na Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“Nós tivemos uma reunião, mostramos os números e eles [RBTrans] entenderam numa boa. Só pediram um prazo porque é um volume muito grande. É um processo de transição por que mais de 50% das multas que são processadas no Detran é de responsabilidade da RBTrans”.

Representantes do Detran e da RBTrans devem se reunir nesta terça-feira, 12, para tratar de questões referentes a transição. Porém, segundo o presidente do Detran, ainda não há uma data definida para o desligamento de todos os radares.

“Provavelmente quando a PGE der um resultado será automático, não posso dizer se vai ser daqui a dez dias ou um mês. A RBTrans precisa de uma infraestrutura razoável para poder assumir tudo isso que o Detran faz. Precisa de sala, pessoal, junta de recursos, e essas coisas não se resolvem de um dia para o outro. É preciso que eles se estruturem”, destacou.

Duarte ressalta ainda que não vai haver mudanças quanto às multas já aplicadas. Elas vão ser mantidas, mesmo após a mudança.

Com informações da Gazeta do Acre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui